Convidados


Aloisio Silva é Psicanalista, Professor em Psicologia, Mestre em Educação pelo IPLAC - Instituto Pedagógico Latino Americano & Caribeño, conferencista internacional ministrando palestra no Brasil e exterior. Também é especialista em regreção de memória à vidas passadas, atendendo pessoas em diversos continentes. Professor do Curso de Psicanalise ofertado pelo SBP - Sociedade Brasileira de Psicanálise.

Palestra: A influência dos contos de fada na formação do ser 


Com Aloisio Silva 

Segunda-feira – 21/05/2018 

Auditório do CEFET/MG Unidade Leopoldina / 14:00 



 
Antonio Dias nasceu em Leopoldina e foi criado em Laranjal, suas queridas cidades da Zona da Mata mineira. É professor, pesquisador, escritor e palestrante. Há quase 30 anos reside em Belo Horizonte, cidade pela qual é igualmente apaixonado. Desde 1997, leciona Administração Financeira e Contabilidade no Departamento de Ciências Administrativas da Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal de Minas Gerais (CAD/FACE/UFMG), onde também coordena o Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre as Articulações entre Finanças, Estratégia e Contabilidade (Neafec) e atua como docente colaborador do Centro de Pós-Graduação e Pesquisas em Administração (Cepead). Graduou-se em Ciências Contábeis pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG, 1993) e realizou estudos de especialização em Gestão Estratégia em Finanças (UFMG, 1995), Economía Financiera y Contabilidad (Universidad Carlos III de Madrid, 2003) e Management International (Université Pierre Mendès France, 2003, atual Université Grenoble Alpes - UGA, França). Obteve o mestrado em Administração pela UFMG (1997) e o doutorado em Sciences de Gestion pela Université Pierre Mendès France (2007). Integra a Academia Leopoldinense de Letras e Artes (ALLA) e a Academia de Letras de Teófilo Otoni na condição de acadêmico correspondente. É cronista colaborador do jornal The Financial Year (Finyear) e membro do Grupo de Estudos Temáticos em Controladoria e Finanças do Conselho Regional de Administração de Minas Gerais. Em 2012, foi biografado por Marquis Who's Who in the World (29th Edition). Publicou na França, como autor, os livros Structure du capital, dynamisme environnemental et performance : une articulation entre la finance et la stratégie (Les Éditions du Panthéon, 2012) e Structure de financement des entreprises selon un regard stratégique et financier (Les Éditions Edilivre, 2016), bem como o livro Performance durable de l’entreprise : quels indicateurs pour une évaluation globale ? (Académie des Sciences et Techniques Comptables et Financières de Paris/SAGE, 2017), este último na condição de coautor. É ainda autor de uma obra infantojuvenil, intitulada Tonico e seus primeiros dinheirinhos, a qual será publicada em abril de 2018 pela Editora Scortecci Pingo de Letra. Possui também outras publicações em periódicos nacionais e internacionais. Foi professor visitante da École Supérieure des Affaires da Université Pierre Mendès France, subchefe do Departamento de Ciências Administrativas e coordenador do Curso de Especialização em Gestão Estratégica, ambos da UFMG, membro do Conselho de Administração do Institut Franco Brésilien d’Administration des Entreprises (IFBAE), consultor ad hoc do Ministério da Educação e do Conselho Estadual de Educação de Minas Gerais, bem como membro de grupo de trabalho da Académie des Sciences et Techniques Comptables et Financières de Paris. Seus interesses de estudos e pesquisas incluem temas como normatização contábil internacional, análise financeira, estratégias de financiamento de empresas e educação financeira.


Palestra: Educação Financeira
Lançamento do livro: Tonico e seus primeiros dinheirinhos. 


Com Antonio Dias 

TERÇA-FEIRA – 22/05/2018 

Auditório do CEFET/MG Unidade Leopoldina / 14:30 


 
O Grupo Folclórico Assum Preto foi criado em março de 1984 pela professora de Artes Renata Arantes, com o objetivo de pesquisar, registrar e divulgar o folclore brasileiro através de suas danças, costumes e outras manifestações. O grupo é atualmente atividade do Projeto de Extensão Social do CEFET/Campus III – Leopoldina. Além dos alunos da escola, o grupo conta com a participação da comunidade externa: amantes das artes, profissionais liberais e alunos da rede pública e privada de ensino. 

A apresentação do Assum Preto na Flileo será de uma dança nordestina: o Baião, que em sua origem era uma dança cantada de criação nordestina. Resultado da fusão da dança africana com as danças dos nossos selvagens e as dos portugueses colonizadores, refletia na sua composição e coreografia a mistura de elementos destas três etnias. Mais tarde, Luiz Gonzaga foi o responsável pela divulgação deste ritmo que invadiu os salões de dança do Brasil e também no exterior. O Grupo Assum Preto apresentará esta dança ao som da música ASA BRANCA E ASSUM PRETO.


Grupo Folclórico Assum Preto


SÁBADO – 26/05/2018 

Praça Félix Martins / 9:00 




 
A Banda Princesa Leopoldina, fundada em 15 de julho de 1999, a Banda Musical Princesa Leopoldina integra o cenário cultural de nossa cidade através da sua marcante presença em eventos locais e regionais. Com um repertório eclético e músicos altamente qualificados, a B.M.P.L., através de patrocínios obtidos por intermédio de Projetos de Lei, preocupa-se com a contínua formação e aperfeiçoamento de seus participantes e demais interessados no conhecimento da prática musical. Seu atual Maestro, o dinâmico Bruno Estevão da Silva Egídio, sempre buscando integrar a Banda Musical Princesa Leopoldina aos eventos comunitários, faz com que o acesso à música e ao processo de criação artística esteja sempre accessível à toda a população. A B.M.P.L. também estará participando da FLILEO com uma apresentação super especial no sábado, dia 19 de maio, às 19 horas, na Praça Félix Martins.

Apresentação da Banda Princesa Leopoldina


SÁBADO – 19/05/2018 

Praça Félix Martins / 19:00 




 
Cleide Aparecida Fernandes é bacharel em Biblioteconomia pela Universidade Federal de Minas Gerais (2004) e diplomada em Gestão de Bibliotecas Públicas pela Universidad Alberto Hurtado, no Chile (2014). Integra, desde 2015, o International Network of Emerging Library Innovators, implementado pelo Centro Regional para el Fomento del Libro en América Latina y el Caribe (CERLALC) e a Fundação Germán Sánchez Ruipérez. É coordenadora de projetos de incentivo à leitura da Red BiblioInnova, de bibliotecários da Iberoamérica. Atualmente é responsável pelo Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas Municipais, da Superintendência de Bibliotecas Públicas e Suplemento Literário, instituição na qual tem desenvolvido, nos últimos onze anos, projetos de serviços bibliotecários, incentivo à leitura e formação de leitores nos setores Infantojuvenil, Carro-Biblioteca, Braille e Diretoria de Formação e Processamento Técnico de Acervos. Integrou, como Coordenadora de Regionalização pela Secretaria de Estado de Cultura, o grupo de trabalho do Plano Estadual do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas de Minas Gerais.

Mesa Redonda: Políticas Públicas para formação de leitores


Com Cleide Fernandes 

SEXTA-FEIRA – 25/05/2018 

Centro Cultural Mauro de Almeida Pereira / 19:00 




 
Elias Fajardo da Fonseca nasceu em Minas (1947) e vive no Rio desde 1965. Ilustrou livros e fez mostras individuais de aquarela e pintura no Rio, em Cataguases, Leopoldina, Juiz de Fora e São João Nepomuceno. Tem trabalhado na pequena, média e grande imprensa desde 1970. Foi fundador do jornal “Repórter”, repórter do Segundo Caderno de “O Globo” e subeditor da editoria internacional do “Jornal do Brasil”. Tem 15 livros publicados, entre obras de ficção (contos e romances) e sobre temas jornalísticos e educativos. Seu romance “Belo como um abismo” foi finalista do Prêmio Jabuti em 2015. Chefe de redação do programa de TV “Globo Ecologia” de 1996 a 2005. Faz resenhas de literatura para o Segundo Caderno de O Globo. Faz oficinas de literatura na Estação das Letras, no Rio.


Palestra: Poemas Clássicos Chineses, Haikais Japoneses e Brasileiros: do cotidiano à transcendência 


Com Elias Fajardo 

SEXTA-FEIRA – 25/05/2018 

Museu Espaço dos Anjos / 19:30 



 
A Feira de Troca de Livros acontecerá no dia 19 de maio, durante o Sarau, no Museu Espaço dos Anjos, e no dia 26, na Praça Félix Martins, durante a culminância da FLILEO. Para participar dela, você deverá levar um livro que será trocado por outro disponível nos locais. O objetivo dessa troca é compartilhar leitura e conhecer novos autores. As doações dos livros foram feitas por membros da ALLA e da ALLA Jovem.

Feira de Troca de Livros

SÁBADO – 19/05/2018 

Museu Espaço dos Anjos / 9:00 às 10:30 

SÁBADO – 26/05/2018 

Praça Félix Martins / 9:00 às 13:00 



 
Hamilton Kabuna é membo do Coletivo Capa Comics, professor de roteiro da Lipe Diaz School e da Octopus Games Studio. Professor de Desenho da Rabiscos e Cores. Mestrando da ECO/UFRJ.

Oficina de roteiro e fanzines

Com Hamilton Kabuna 

SEXTA-FEIRA – 25/05/2018 

Museu Espaço dos Anjos / 14:00 às 16:00 

Vagas Limitadas! 

Inscreva-se no blog: www.flileo.com.br


 
José Luiz Machado Rodrigues, nascido no bairro da Onça, em Leopoldina, em 23.01.1946, é o quinto filho do casal João Rodrigues e Maria (Pereira) Machado Rodrigues (Pequetita). É casado com Lêda Maria Ferreira Rodrigues. Estudou no Grupo Novo (Escola Municipal Botelho Reis) e na Escola Estadual Prof. Botelho Reis. Bacharelou-se em Direito pela Faculdade Cândido Mendes, no Rio de Janeiro. É aposentado pelo Banco do Brasil. Tem por gosto estudar história e genealogia. É membro do Colégio Brasileiro de Genealogia e da Academia Leopoldinense de Letras e Artes onde ocupa a cadeira nº 11 cujo patrono é Francisco de Paula Ferreira de Rezende.

Palestra: Obras e autores leopoldinenses - Uma coleção

SÁBADO – 26/05/2018 

Centro Cultural Mauro de Almeida Pereira / 10:00 



Em seguida, na tenda da Praça Félix Martins 

Café com o Escritor e Lançamento de livros de autores leopoldinenses.


Inscreva-se no blog: www.flileo.com.br 



 
Juliana Dias Gomes é jornalista graduada pela Universidade Federal de Juiz de Fora.

Júlia de Oliveira Sales é formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Juiz de Fora. Técnica em Eletrotécnica pelo Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais - Campus Leopoldina.


Palestra: Serjack.doc: canto de um sujeito ensimesmado 


Com Julia Sales e Juliana Gomes 

QUINTA-FEIRA – 24/05/2018 

Museu Espaço dos Anjos / 19:00 


 
Juliana Neves Barbosa é professora de Biologia e Gestão ambiental no CEFET-MG campus III, Musicista (voz e violão), compositora. 


Oficina: Como falar em público 


Com Juliana Neves Barbosa 

QUINTA-FEIRA – 24/05/2018 

Centro Cultural Mauro de Almeida Pereira / 15:00 às 16:30 

Vagas Limitadas! 
Inscreva-se no blog: www.flileo.com.br 


Leonor Werneck graduou-se em Português-Literaturas (UFRJ-1989). Mestrado (UFRJ-1994) e Doutorado (UFRJ-2001) em Letras Vernáculas (Língua Portuguesa). Ex-professora de Ensino Fundamental e Médio (Colégio Pedro II, rede municipal e particular do Rio de Janeiro). Desde 1995, atua como docente de Língua Portuguesa da UFRJ (Faculdade de Letras) e atualmente é Prof. Associado III. Atua na graduação em Letras e Comunicação Social, Mestrado e Doutorado em Letras Vernáculas e é ex-professora do ProfLetras, da disciplina "Texto e ensino". Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Linguística de Texto, gêneros textuais, referenciação, articulação textual, literatura infantil e juvenil e ensino de leitura. Presidente da Assel-Rio, no biênio 2008-2009. Membro do GT de Linguística de Texto e Análise da Conversação da ANPOLL. Membro do Júri do Prêmio Anual da FNLIJ. Estágio de Pós-Doutoramento sob a supervisão da Profa. Dra. Mônica Cavalcante/UFC (abril/2013-janeiro/2014), com Bolsa Pós-Doutorado Sênior do CNPq.
http://leonorwerneck.wixsite.com/leonor 


Palestra: Estratégias de Leitura 


Com Leonor Werneck 

TERÇA-FEIRA – 22/05/2018 

Auditório do CEFET/MG Unidade Leopoldina / 19:00 


 
Lucas Benício é membro da Academia Jovem de Letras e Artes de Leopoldina e estudante de Medicina pela Faculdade Governador Ozanam Coelho.
A Oficina de Redação Alusão Cultural, a seu cargo, é dirigida a estudantes do Ensino Médio, sendo também uma boa oportunidade de aquisição de conhecimento para alunos do nono ano do Ensino Fundamental e graduandos do Ensino Superior que buscam habilitar-se na escrita de textos dissertativo-argumentativos. Nessa realização, as diversas informações e conclusões abordadas em referências cotidianas e inusitadas, como filmes, séries, livros irreverentes, entre outros, serão mostradas como grandes argumentos para um texto argumentativo, desde que usadas da maneira correta. É uma grande oportunidade de aprender a utilizar o que mais gosta em suas produções de texto e de desmistificar que uma redação não pode ter a sua identidade!

Oficina de Redação: Alusão Cultural 


Com Lucas Benício 

19/05 e 26/05/2018 

Centro Cultural Mauro de Almeida Pereira / 10:30 às 12:00 

Vagas Limitadas! 

Inscreva-se no blog: www.flileo.com.br




Luana de Araújo Carvalho é pedagoga, mestra em Educação e membro dos grupos de estudos Multdics (UFOP) e GPELL (UFMG). Trabalha no campo educacional há mais de 15 anos. Atuou como Coordenadora geral pela Secretaria de Estado de Educação no Plano Estadual do livro, leitura, literatura e bibliotecas do estado de Minas Gerais; docente da educação infantil à pós-graduação e com formação de professores (inicial e continuada). Atualmente seus esforços estão concentrados no desafio de se refletir o campo da leitura como política pública para a formação de cidadãos, em especial dos mineiros.

Palestra: “Sociedade, Educação e Leitura: os entrelaçamentos das instâncias na constituição do sujeito leitor”

Com Luana de Araújo Carvalho
Segunda-feira – 21/05/2018
Auditório do CEFET/MG Unidade Leopoldina / 19:00




Marcus de Mario é fundador e diretor do Instituto Brasileiro de Educação Moral - IBEM. Além de educador, é também escritor, com 25 livros publicados, entre eles "Pedagogia da Sensibilidade", "Escola do Sentimento", "Educação Moral e Sua Aplicação na Família e Escola", "Lições e Exemplos", "Os Caminhos da Educação", "Gestão Humanizada de Pessoas". Realiza palestras, cursos e treinamentos.

Ronaldo Gomes é diretor do IBEM, graduado em Pedagogia com habilitação em administração escolar, especializado em Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Psicopedagogo e professor universitário tutor EAD.

Com Marcus de Mário e Ronaldo Gomes
SEXTA-FEIRA – 25/05/2018

Oficina: Formação de leitores na sala de aula: do conhecimento que liberta ao amor que educa

Centro Cultural Mauro de Almeida Pereira / 9:30 às 11:30

Palestra: Como a literatura pode transformar suas aulas

Centro Cultural Mauro de Almeida Pereira / 14:30

Inscreva-se no blog: www.flileo.com.br





Maria Gabriella é professora de inglês no CEFET Leopoldina. É mestra em estudos de linguagem pela UFF, tendo feito em sua dissertação uma análise feminista de livros didáticos. Foi bolsista Fulbright na Universidade de Notre Dame, nos EUA, onde trabalhou como professora de português. É atuante nas lutas de mulheres e anti-racistas. Participou da fundação do clube de leitura “Leia Mulheres Leopoldina”, participa do coletivo “Roda de Mulheres”, tem dois contos publicados nos Cadernos Negros 40 e atualmente coordena o Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros no CEFET. Publicou artigo sobre cultura midiática e ensino na revista Pesquisas em Discurso Pedagógico, da PUC-Rio. Faz parte do grupo de pesquisa em livros didáticos da UFRJ (NELLID).

Roda de Contação de Causos

Com Maria Gabriella
SÁBADO – 26/05/2018
Jardim da Casa de Leitura Lya Maria Müller Botelho / 10:00 às 11:30

Maria José Salles Fernandes foi Conselheira Tutelar em Leopoldina em dois mandatos: 2003 / 2006 e 2010 / 2014. Fundou o Grupo Teatral Seiva de Luz em 2000. Entre as 19 peças montadas, algumas autorais, há clássicos como as de Maria Clara Machado. Arte educadora, participou de projetos culturais para crianças e adolescentes na Casa de Leitura Lya Maria Müller Botelho, escolas e projetos sociais. Poeta. É membro da ALLA. Técnica em Contabilidade, atualmente cursa Pedagogia.
Participará da Flileo com a Oficina de Contação de Histórias e o Varal de poesias, espaço lúdico para expor poesias que serão lidas, inspirado na companhia teatral Andante Associação Artística, de Portugal.

Oficina de Contação de História 


Com Zezé Salles 

SÁBADO – 26/05/2018 

Jardim da Casa de Leitura Lya Maria Müller Botelho / 10:00 às 11:00 / 11:30 às 12:30 



Enquanto isso, na Praça Félix Martins 

Varal de Poesias 

Organizado por Zezé Salles 

 
O Menino no Espelho é dirigido pelo jovem cineasta mineiro Guilherme Fiúza Zenha, a nova produção foca sua atenção num passado bucólico, de crianças que cresceram brincando na rua e não em seus quartos diante de computadores/celulares/televisões.
Baseado na obra do escritor Fernando Sabino, o filme gira em torno de Fernando (Lino Facioli), um jovem garoto de 10 anos que vive na Belo Horizonte dos anos 30 com o irmão mais novo e com os pais (Mateus Solano e Regiane Alves). Ele gosta de brincar com os amigos e lamenta perder muitas horas de seus dias com coisas como escola e trabalhos de casa. Acaba encontrando uma "solução" quando seu reflexo ganha vida e deixa o espelho de seu quarto. Com isso, Fernando aproveita a "dupla personalidade" para dividir seus afazeres.
O longa conta com uma ótima direção de arte e cenografia, que usou a cidade mineira de Cataguases para recriar o passado da capital Belo Horizonte. Apesar do filme não trazer uma data precisa, o diretor admite que o ano em que se passa a história é 1938, em plena Era Vargas. O roteiro traz algumas referências ao período, abordando a Segunda Guerra Mundial e tratando do movimento integralista, aqui representado pelo personagem de Ricardo Blat.
Trata-se de uma obra sobre a inocência. Não só da criança, mas também do mundo. Lembra um pouco a canção "Doze Anos", de Chico Buarque, que diz: "Ai, que saudades que eu tenho / Dos meus doze anos / Que saudade ingrata / Dar banda por aí / Fazendo grandes planos / E chutando lata / Trocando figurinha / Matando passarinho / Colecionando minhoca / Jogando muito botão / Rodopiando pião / Fazendo troca-troca..." Realmente, o filme de Fiúza consegue criar esta nostalgia diante de uma época em que muitos de nós não vivemos. 


Exibição do Filme: “O menino no espelho” 


QUARTA-FEIRA – 23/05/2018 

Auditório do CEFET/MG Unidade Leopoldina / 9:00 e 15:00 

Escola Estadual Prof. Botelho Reis / 19:00 

Vagas Limitadas! 
Inscreva-se no blog: www.flileo.com.br 








O projeto “Pérola Negra” surgiu durante as preparações para a apresentação em comemoração ao dia da Consciência Negra, em novembro de 2012 na Escola Municipal Judith Lintz Guedes Machado.
Foi solicitado pela supervisora pedagógica da escola, que na época, era Michele Marie Marçais Ladeira, atual diretora da escola, um número de dança sobre o tema, atendendo os alunos do 1º ao 5º ano, estando envolvidas as professoras Marta Lúcia, Elizan Caroline, Sheyla Costa, Marly do Carmo e o Militante do Movimento Negro de Leopoldina Amaury da Silva Santos.
Diante do pedido da supervisão, a música “Pérola Negra” de Daniela Mercury foi a escolhida, a coreografia foi criada e apresentada aos alunos que demonstraram interesse em participar da apresentação.
Muitos alunos que iniciaram os ensaios desistiram antes da apresentação por relacionar a dança afro às religiões genuinamente africanas, independentemente de sua origem étnico racial. Percebemos aí que algo precisava ser feito para resgatar nos alunos o orgulho por seus ancestrais para que a partir daí eles pudessem se reconhecer como negros ou afro-descendentes.
Foi aí que resolvemos dar início ao Projeto Pérola Negra. Iniciamos os ensaios e os que resistiram fizeram uma belíssima apresentação, digna de terem sido convidadas a participar de alguns eventos na cidade, fora do âmbito escolar durante o ano de 2012, 2013, 2014, 2015, 2016, 2017 e já estão em pleno cumprimento da Agenda do grupo neste ano de 2018.
Atualmente o Grupo Pérola Negra é formado por crianças e adolescentes, alunos da Escola Judith Lintz Guedes Machado e de outras escolas Municipais e Estaduais de Leopoldina. A professora do Município Marta Lucia Nunes é a figurinista do Grupo, idealizando e confeccionando todos os figurinos.
A professora Marly do Carmo é a coordenadora e responsável pedagógica pelo projeto, inclusive no ano de 2014 ganhou o prêmio Municipal Professor Nota 10 com o projeto e em 2016 trouxe para o Município três troféus: 2 de 1º Lugar Estilo Danças Urbanas (Grupo e Solo) e 1 de 2º Lugar (solo) no Festival Nacional de Danças Urbanas organizado pela Cia Profissional de Dança Impacto Urbano de Cordeiro Rio de Janeiro.
O Grupo, já se apresentou nos municípios mineiros de Juiz de Fora, Cataguases, Recreio, Argirita e Leopoldina, bem como em Cordeiro, Bom Jardim, Santo Antônio de Pádua e Carmo no estado do Rio de Janeiro em diversos eventos e completará em novembro de 2018, seis anos de existência.
Desde que foi criado na Escola Municipal Judith Lintz Guedes Machado, já passaram pelo Projeto Pérola Negra, mais de 600 crianças e adolescentes, tendo atualmente em sua formação em torno de 48, dançando vários estilos sobre o comando da coreógrafa Gisele Teles da Silva.


Grupo de Danças Pérola Negra

SÁBADO – 26/05/2018
Praça Félix Martins / 9:00


 
Raphael Pinheiro é graduado em Arquitetura e Urbanismo pela UFRJ. Quadrinista desde 2014, já publicou a série Os Tomos de Tessa e Pindorama Vol2 de forma independente e Salto pela editora AVEC. Youtuber de produção de quadrinhos, publica vídeo semanais sobre o processo, dicas e debates sobre a nona arte. Tem experiência publicando quadrinhos independentes no Brasil, Inglaterra e França. Graduado na primeira turma internacional de quadrinhos de Angoulême, ele já participou de diversos festivais, tanto no Brasil quanto na Europa. Atualmente trabalha no título Silas a ser publicado novamente pela editora AVEC e na webcomic Mesa 44. Além de quadrinista, Rapha trabalha como professor de desenho e quadrinhos para crianças do ensino fundamental e médio. 

Oficina de produção de Quadrinhos

Com Raphael Pinheiro 

QUINTA-FEIRA – 24/05/2018 

Museu Espaço dos Anjos / 14:00 às 16:00 

Vagas Limitadas! 

Inscreva-se no blog: www.flileo.com.br 


 
Renata Lima e Arantes é formada pela UFJF em Desenho e Plástica e em Educação Artística. Pelo Conservatório Brasileiro de Música do Rio Janeiro, formada em Piano e pós graduação em Psicopedagogia e Didática do Ensino Superior pela faculdade Abu Mehry de Além Paraíba. Coordenadora, desde 1984, do Grupo Folclórico Assum Preto.


Oficina: Danças e Ritmos Brasileiros 


Com Renata Lima e Arantes 

QUINTA-FEIRA – 24/05/2018 

Centro Cultural Mauro de Almeida Pereira / 17:00 às 18:30 

Vagas Limitadas! 
Inscreva-se no blog: www.flileo.com.br 


 
Sandro Aloisio é mineiro de Belo Horizonte, Bacharel em Engenharia Metalúrgica pela UFMG e Doutorando em Engenharia Metalúrgica e de Materiais pela UFMG. É professor efetivo na área de Ciências dos Materiais do CEFET-MG Unidade Leopoldina, desde 2010, possuindo duas obras publicadas: Ensaios de um profeta e Entre Homens e Anjos.


Oficina de Escrita 


Com Sandro Aloisio 

21 e 23/05/2018 

CEFET/MG Unidade Leopoldina, sala 6.101, Prédio 6 / 15:00 às 17:00 

Vagas Limitadas! 
Inscreva-se no blog: www.flileo.com.br 


O Sarau Literário, promovido pela ALLA, acontece uma vez por mês, aos sábados, no Museu Espaço dos Anjos. Nele, as pessoas declamam poesias, cantam, contam causos, leem crônicas e contos ou apenas assistem, mas sempre compartilham sensibilidade. Aproveite o evento FLILEO e venha participar do nosso Sarau, que acontecerá no dia 19 de maio, das 9h às 10h30. 
Traga também um livro, para participar da Feira de Troca de Livros que acontecerá durante o Sarau e também no dia 26, na Praça Félix Martins, durante a culminância da FLILEO.


Sarau Literário 


SÁBADO – 19/05/2018 

Museu Espaço dos Anjos / 9:00 às 10:30 



 
Teresa Cristina do Nascimento Bentini é autora de sete livros infantis. Seu sexto Livro, "Poeminha, o Menino que entendia de Imensos, recebeu o Prêmio Guavira de Literatura em 2016. Participou de Bienais por meio da UBE (União Brasileira dos Escritores), da qual foi associada. Escreve para a Revista Digital, Entrementes, de São José dos Campos. Foi selecionada para a Antologia do SESC de Brasília. (Prêmio SESC de Poesia - Carlos Drummond de Andrade). Seu poema, Beira um Outono, estava entre os classificados no Concurso Augusto Dos Anjos de Leopoldina MG, de 2017. Foi contemplada com a primeira colocação no Concurso Literário Nacional Paulo Setúbal da Cidade de Tatuí, SP, com o poema: "Aos Poucos, Pérolas".


Palestra: A poesia dentro da sala de aula

Lançamento do livro: Amor em azul 

Com Teresa Cristina 

SEXTA-FEIRA – 25/05/2018 

CEFET/MG Unidade Leopoldina / 14:30 



Workshop: Era uma vez o faz de conta


SÁBADO – 26/05/2018 

Casa de Leitura Lya Maria Müller Botelho, 3º andar / 8:00 às 12:00


Nenhum comentário:

Postar um comentário